Na minha primeira gravidez, escrevi um texto lindo sobre a espera do meu João Pedro e posso dizer que o que eu escrevi foi um divisor de águas na minha relação com a escrita. Por conta desse texto, participei de um concurso de blogs sobre maternidade, depois, de um livro e a partir desse momento, várias pessoas descobriram o meu amor por escrever. Acho que daquele instante, nunca mais parei ou abandonei a escrita.

Como mais uma vez fui invadida pelo amor nessa gestação, que para mim é significado através das palavras, resolvi escrever um texto sobre essa nova espera.

Enquanto te espero

Juliana (alta)-91

Filho, enquanto te espero, milhares de coisas aconteceram e acontecem na minha vida.

Desde o dia em que me descobri grávida de você, fui invadida por uma sensação deliciosa de plenitude, de ter sido escolhida para ser sua mãe.

Enquanto te espero, aproveito para me conhecer melhor diante desse milagre da vida que é ter a chance de gerar um ser. Um dia quero te contar sobre como amadureci ao refletir sobre a forma como gostaria que você chegasse ao mundo, que já está doido para te conhecer. O quanto evoluí como pessoa ao me preparar para te receber da forma mais natural, possível. Eu e seu pai trocamos de médico, estamos sendo acompanhados por uma doula e estamos conversando bastante sobre como desejamos que seja a sua estreia por aqui. Queremos que seja feito tudo ao seu tempo e com o maior respeito à nós dois. Independente das expectativas e das preparações, o que mais queremos é ter você nos nossos braços. Bem sujinho, de preferência, e logo que você sair de dentro da mamãe. Como eu disse, em respeito à nós dois e, principalmente, à você, que estará vivendo o seu nascimento e de quebra, me proporcionando o meu renascimento, montamos um time maravilhoso, que fará cada procedimento de forma bem manual e de acordo com as suas necessidades. Nada de pressa. Queremos amor, apego, presença e respeito.

E que expectativa maravilhosa é essa. Entregarmos nas mãos de Deus as decisões por esse momento. Nada de controle, de ansiedade, de raciocínios…tem coisa mais linda do que deixar a emoção e o amor conduzirem esse momento?

Filho, você já deve ter percebido daí de dentro que tem um irmão mais velho super na expectativa da sua chegada! É ele quem mais conversa com você e te inclui nas nossas programações. Dia desses, até separou um lugar no sofá. Desde o dia em que contamos que a mamãe está grávida, ele é o que mais vibra, é quem mais faz planos e agrada você. Talvez você não se lembre de tudo o que ele te disse através do meu umbigo, mas tenho certeza que a partir do instante em que vocês trocarem o primeiro olhar, se reconhecerão de outras vidas, tamanho é esse amor que já toca o coração de quem o presencia.    

José Antônio, um nome escolhido pela força, você veio para completar a nossa família, para somar e multiplicar o que temos de bom. Veio para demonstrar que o amor, realmente, é um elástico que nunca se estica por inteiro. 

Certamente, assim como aprendemos muito com o seu irmão quando ele nasceu, você nos ensinará lições muito valiosas. É engraçado que por mais que algumas sensações sejam iguais, a vivência é diferente. Como diz Heráclito, ninguém pode entrar no mesmo rio duas vezes, já que quando isso acontecer, nem o rio, nem quem o atravessa, serão os mesmos.

Se você soubesse como já é amado aqui fora. Os avós, suas tias e seus tios continuam bobos, como se fosse a primeira vez. Já imaginam você falando pelos cotovelos e correndo pelo jardim. As mesas já ganharam novas cadeiras e você já é mencionado nas conversas como se estivesse presente.  Aliás, você é presente, se faz presente no meu dia a dia e será, literalmente, um presente para o seu irmão, já que nascerá muito perto do seu aniversário.

Ah, quanta emoção. Ando chorando sozinha imaginando o que vou sentir quando você anunciar que está pronto para nascer, para fazer nascer uma família maior. 

Mas não ligue para a expectativa dos que estão aqui fora. Escolha o seu momento e espere até que você se sinta pronto para estrear por aqui.

Enquanto te espero, vou enganando o tempo até o instante do nosso reencontro.

Com muito amor e muita ocitocina para oferecer, mamãe”.

Anúncios