Ando mergulhada em reflexões. Enquanto organizo roupinhas de bebê, brinquedos espalhados pela casa e louças na cozinha (tenho poucos armários em casa, então, estou sempre otimizando espaços e me desfazendo de inutilidades), penso e penso e penso. Penso sobre como será nossa nova rotina, sobre o que farei para não me abandonar nos primeiros meses, sobre como administrarei a dinâmica com dois filhos, sobre como somos invadidas por um turbilhão de emoções nessa fase, sobre como ninguém consegue entender o que sentimos e o que vivemos…

Algumas vezes, inclusive, rabisco uma frase ou um pensamento para desenvolver depois por aqui, mas sempre acabo deixando para lá. Até me cobro bastante porque gostaria de ter escrito mais nesses nove meses, mas talvez  o momento pediu mesmo uma reclusão de pensamentos e sentimentos. Tentei compartilhar uma ou outra reflexão nas redes sociais do blog, aonde sou bem mais presente, mas as mais complexas foram as que fiz sozinha ou com o meu marido.

Juliana (alta)-256

Por isso, tive a ideia de criar uma espécie de diário nas redes sociais sobre esse último mês de gestação, quando o turbilhão se intensifica, os desconfortos limitam e a ansiedade aumenta. Começarei a partir de hoje quando completo 36 semanas e entro no nono e último mês de gravidez. Se der tempo, publico um resumo do que rolou por lá, aqui. Mas para os interessados, fica o convite para curtir a página do blog no Facebook (clique AQUI) e seguir o instagram (@blogjulianabaron).

Aguardo todos por lá!

Beijos super grávidos!

Anúncios